terça-feira, 4 de setembro de 2012

A técnica feminina de pedir com jeitinho


Imagine as mulheres como gatos. Não. Não estou falando que elas são umas gatinhas (até porque algumas são verdadeiros jaburus, outras jararacas e algumas muitas são apenas galinhas). Estou falando de como os gatos são. Você pode chamar um gato, acenar para o gato e ele não vai dar a mínima para você. Gatos conseguem lamber o seu pelo todinho, se divertem sozinhos com coisinhas bobas como bolinhas de lã, andam por aí onde bem entendem. São seres livres. Mas deixa o bichano ficar com fome e veja se ele não vai dar um miado longo e roçar o rabo na sua perna em troca de uma boa tigela de leite ou uma lata de Whiskas.

Bom, mulheres são assim. Elas usam técnicas avançadas para pedir favores que você está nenhum pouco com saco de fazer. Mas você vai lá e faz.

Elas te tratam como um lixo o dia todo. Você é um calhorda, um grosso, um cafajeste, um vagabundo e um bosta durante o dia inteiro. Você só fala besteira, é um xucro. Elas simplesmente te suportam, pois te matar seria ilegal sem uma justa causa. Eis então que elas precisam desse favor seu. Arrumar um chuveiro queimado, trocar uma lâmpada, catar a bosta do cachorro, abrir um jarro de picles ou seja lá o que for. Aí, nêgo, elas viram um doce de mulher.

Você agora é engraçado, sexy e bonitão. Elas sorriem para você como se você estivesse dentro de uma Lamborghini e se o seu pinto fosse uma sequoia gigante. Você agora, meu velho, é o CARA.

Rola! Você ainda é o mesmo manezão de sempre. Elas só estão usando o seu maior defeito a favor delas. Sabe qual é? Pensar com o pinto. E o pinto, meu amigo, não tem cérebro. Aí que você toma no cu. Pois seguido desse charme todo das mulheres-gato, elas vão fazer uma cara de cachorro em dia de mudança. E então você vai ouvir uma frase. Não aquele tradicional e tantas vezes repetido "SEU IDIOTA!", mas uma frase executada com a voz mais melosa que uma mulher consegue produzir...

"- Você abre esse pote pra mim, por favoooooooooorrrr......"

E o som vai desaparecendo. Até uma hora que só os cachorros conseguem ouvir. Alguns homens já se perdem nesse ponto. Não aguentam uma voz de uma donzela em apuros. Oras, um pote de picles pode ser o fim da raça humana na Terra. Mas os mais fortes resistem. Voz nenhuma fininha e doce pode desconcertar um macho vivido, nem se essa voz saísse da buceta da moça.

E aí que elas vão ter de apelar para a "kriptonita", filhote. Aí fodeu. Elas vão fazer isso.


Ela juntou os braços e "ajuntou" as tetas. Aí amigo, fodeu. Ela vai pedir com os peitos. E se ela pedir o seu carro, a sua carteira e a sua alma, se você não for forte, talvez você esteja ferrado. Pois você só queria estar ali. Ali no meio das tetas, um lugar que deveria ser chamado de paraíso. Seu cérebro desliga, o pinto assume o controle e você vai lá e faz o que elas quiserem.

Depois de feito, você não ganha um beijinho, uma mão boba e nem um obrigado. Você volta a ser um imprestável. O cérebro reassume o controle e dá uma lição de moral no seu pinto, que mesmo assim não vai aprender a lição e vai fazer tudo de novo outra vez, se ela pedir com jeitinho.

E não há nada que você possa fazer contra isso.

Um comentário:

Seu Antonio disse...

è dificil, mas concordo!! ´exatamente isso que acontece