sábado, 11 de agosto de 2012

Pra quê Photoshop?

Ontem, algumas fotos inéditas da delícia modelo Doutzen Kroe, para uma campanha de biquínis e tudo mais da Victoria’s Secret, caíram na net sem aquele tratamento esperto do Photoshop e tá um fala fala da porra por causa disso. Nas fotos abaixo, dá pra perceber algumas coisas, como uma calcinha cor da pele por baixo do biquíni, aquelas brotoejas de depilação na virilha, um roxinho na perna, umas dobrinhas abaixo dos braços e mais umas paradinhas que não são vistas (ou deixadas para serem vistas) em fotos de grife.

Aqui você pode conferir os "defeitinhos".

Agora, se liga nas mesmas fotos que aparecem nesses detalhes, só que inteiras. Ainda colocarei duas fotos extras de lambuja, pois eu sou um cara legal, um sujeito bacana e gosto de dividir com as pessoas os momentos felizes.






Você reparou em algum defeito? Alguma marca de depilação na rebarba da periquita da moça? Algum chupão na perna dela? Se reparou, você ou é mulher ou não gosta de mulher, pois a tal da Doutzen Kross é uma baita duma gostosa e o que você deveria fazer é imaginar ela nua e não procurar defeitos, seu burro.

Pois existem "defeitos" que não deveriam ser apagados, nem precisam. Afinal, umas marquinhas de depilação, por exemplo, não prejudicam ninguém (só indicam que ela depilou o matagal e, no meu modo de ver, isso é bom). Alias, se ela aparece agora, cheia de "probleminhas" como esses, você iria fazer "bléééér" e recusaria uma hora de sexo selvagem com ela? Não, né?! Ela pode cagar na sua nuca que você não vai nem ligar, que eu tô sabendo.

Mas rola esse assunto de Photoshop deveria ser proibido ou pelo menos anunciado o uso dele. Um burburinho fodido se deve ser usado ou não. Eu como homem, quero que se foda. Posso dizer, com toda a certeza, que de todas as mulheres de todos o caras que lêem este blog e que de todas as (poucas) mulheres que lêem esse blog, nenhuma tem uma bunda lisa como uma bola de boliche, não tem nenhuma marquinha conquistada com anos de vida ou uma cicatriz de cesária, por exemplo. E nem por isso a gente deixa de amar e querer fazer um amor gostoso com elas todo santo dia. "Defeitinhos" que se cobrem com Photoshop em revistas como Playboy, Sexy, Claudia e afins, só chamariam atenção das outras mulheres pra falar que a fulana tem a bunda toda furada e parece que ela apanhou de chuteira ou eu sou mais gostosa do que essa vagabunda. Pois nós homens não estamos nem aí, a gente fica excitado até com desenho tosco de porta de banheiro. E pronto!

Se quiserem usar ou não o Photoshop, a gente não liga. O que não pode é exagerar ou fazer cagadas com o Photoshop. A própria Victoria’s Secret vira e mexe é criticada por exagerar na edição de imagens, emagrecendo demais as modelas ou deformando seus corpos pra achar a mulher perfeita. Isso sim é errado. Não dá pra acreditar em coisas como a Suzana Vieira gostosa, que nem ela saiu uma vez na capa da revista Quem, por exemplo. Como diria o padre Quevedo, isso não existe. E eu, você, a pentelha da Suzana Vieira e a torcida do Flamengo (inclusive a porcentagem cega da torcida do Flamengo), sabemos que tem tratamento de Photoshop ali. Então, ou não usa a tal da velha na capa de revista ou aceita ela como ela é, com suas pelanquinhas e rugas, só dando aquela tratada suave de luz e corrigidas de maquiagem (tratamento de praxe).


Então, resumindo. Não sou contra o uso de programas de edição, na verdade não ligo. Eu gosto de mulher, com marquinhas na pele, celulites ou sem. Mas não sou a favor ao uso abusado deles. E sou contra sim da obrigatoriedade de ser declarado o uso deles em fotos comerciais. Se a pessoa é burra o suficiente para não perceber um tratamento de Photoshop, me desculpe, mas essa pessoa deveria se informar melhor ou buscar tratamento. Não de Photoshop, mas no oftalmologista.

Nenhum comentário: