sexta-feira, 17 de junho de 2011

A Banheira do Gugu

UUUIIIAAAA... ah os anos 90... Duvido que tenha alguém que não se lembre, mas na década de 90, as nossas tardes de domingo eram recheadas de disputas do IBOPE entre Gugu e Faustão. A briga não buscava conteúdo, buscava putaria, afinal, é disso que o povo gosta. Faustão apostava num grupo de dançarinas chamado "As Panteras", que se exibiam e dançavam de fio dental com cores de felinos, enquanto o Gugu apostava em provas da camiseta molhada, estouros de balões, mas principalmente na CLÁSSICA Banheira do Gugu.

No esquema "menino contra menina", os convidados homens tinham que pegar sabonetes na banheira, enquanto a expert no assunto, Luiza Ambiel, tentava impedi-los. Luiza era desprovida de peitos, mas tinha uma raba de respeito. E na batalha pelos sabonetes, sobravam poses pra lá de abusadas, com pernas abertas, rabos expostos, e muitos, muitos peitinhos aparecendo. Quando era a vez das convidas, um rapaz tentava impedi-las. Mas ninguém se importava, Gugu buscava sempre as mulheres que estavam em evidência na época, como Fabina Andrade, Sheilas do É O Tcham, Carla Perez, Danila Freitas, Nubia Oliveira (que depois virou Nubia Oliver), dançarinas de boca da garrafa , Hellen Ganzarolli e claro, a nossa musa, Nana Gouvêa.

Os domingos eram fantásticos: famílias se reuniam ao redor da TV para ver cus e bucetas expostas, sem pudor e sem vergonha. Netinho ao lado da vovó e tinha o pretexto de estar vendo simplesmente uma gincana em busca dos sabonetes perdidos. Depois de um tempo começaram vetar tudo, inclusive no embalo, Serginho Mallandro rodou com as provas das Mallandrinhas de fio dental montadas no touro mecânico... ah, quanta criatividade!

A verdade é que a TV ficou hipócrita. Já discutimos isso aqui no Carilha, mas a TV está cada vez mais hipócrita. Novelas têm putaria, Debora Secco de lingerie, putarias, carnavais recheados de musas semi nuas (ou nuas!) com jurados e Cleber Machado discutindo com Sandra Annenberg a vastidão do rabo de alguma rainha da bateria. Tudo isso pode, mas a Banheira do Gugu, não pode. E tinha tanto papo furado "Ah, mas que coisa mais idiota, sem cultura, sem fundamento". Na real. FODA-SE. Trabalhamos a semana toda, lemos, estudamos, nos estressamos... qual problema em querer ver mulheres se pegando semi nuas na banheira? Aliás, era bacana demais quando o Gugu - sem maldade nenhuma (aham!) - colocava mulheres para enfrentar a Luiza Ambiel na banheira.

Eu tenho um amigo que não atendia o celular na hora da Banheira do Gugu. Ele até avisava antes: "Man, se tu me ligar na hora, não vou atender".

"Umba umba umba ê!"

2 comentários:

Soutodoloko disse...

O melhor de tudo é a Luiza Ambiel, com seus peitinhos de pitomba, falando várias besteiras pro Rodriguinho enquanto tenta segurar ele. Certeza que não era coisa própria pro horário.

Lesma disse...

Isso que era uma tarde de domingo legal. E nos dias de semana de noite, tinha a Feiticeira pra distrair a gurizada. Hoje em dia, só ficam mostrando aquela bicha androgena em tudo que é programa. Onde foram os hábitos heterossexuais da tv rbasileira?