quinta-feira, 30 de junho de 2011

Juju x Nicole

Essa notícia meio que surgiu nos portais da internet - e provavelmente nos programetes da tarde, que só os desempregados assistem - falando que as Panicats Juju Salimeni e Nicole Bahls estão brigadas. Não entendi essa bosta toda, é algo que não agrega em nada, mas parece que uma falou que a outra é macumbeira e os caralho. Enfim, se não é golpe do programa Pânico para conseguir audiência com algum viral ridículo, é um assunto deveras acéfalo que não muda a vida de ninguém.

A verdade é que essas duas gostosas que são grandes e fortes pra caralho, ao invés de resolverem essa parada na justiça ou no Twitter, deveriam de resolver essa merda toda de uma vez por todas como adultas, do modo que todo mundo espera...: numa briga entre as duas de biquini numa piscina de gel ou de lama!

Em quem você aposta?


quarta-feira, 29 de junho de 2011

Assexuados?! Será?

Não faz muito tempo eu escrevi sobre um fenômeno que vem ganhando força no Japão (e não é tsunami). Falei sobre os herbívoros grupo de jovens que não tem interesse por sexo e não querem sair da barra da saia da mãe deles. Acontece que eu achava que era só lá no Japão, essa merda.

Bom, acontece que lendo outro dia uma notícia da Folha.com, vi que a coisa de não gostar de transar não é exclusividade da terra do pipi pequeno. A falta de vontade de dar uma bimbada também ganha força aqui no Brasil.


Na reportagem, jovens na faixa dos 18-19 anos demonstram repulsa ao ato sexual. Acham que é nojento, não tem a mínima vontade de chapiscar uma periquita ou descabelar um palhaço alheio. A sociedade, lógico, acaba estranhando. Afinal, não é um estilo de vida "normal", para a maioria da sociedade. Alguns até acabam sendo julgados como homossexuais, o que é uma idiotice sem tamanho.

Inclusive, até os gays não entendem muito bem a desse povo. Afinal, gay também gosta de transar.

Até aí, beleza! Ser assexuado não é algo tão incomum assim. Além da japonesada filha da puta, o Sheldon da série Big Ben Theory é um exemplo de assexuado da ficção. E você quer um exemplo de gente real assexuado? O Mike Patton, do Faith No More, é dito como tal. Ou seja, não é tão incomum assim.

Mas uma coisa me deixou intrigado. Na reportagem, é dito que, apesar de assexuado, é normal o indivíduo socar uma bronha ou bater a siririca. Mermão, de boa, pra mim isso sim tá errado! Se não gosta de sexo, masturbar não tem sentido nenhum! Pra mim, quem fala que é assexuado e se masturba tem outro nome. É feio mesmo. Feio daqueles que não conseguem arranjar ninguém pra transar. Afinal, do que você chamaria essa pessoa?


Relaxa. Ele é só mais um assexuado.

Duas imagens valem mais do que 1000 palavras



B... B... B... BÔNUS!


terça-feira, 21 de junho de 2011

Duas imagens valem mais do que 1000 palavras



B...B...B...BÔNUS!

Camisinha poderosa



Mermão, inventaram na Europa uma tal de uma camisinha que promete prolongar a ereção. Ela possui em sua ponta um gel que dilata as artérias e aumenta o fluxo de sangue para o pirulito e PIMBA! É Paula Tejando que é uma beleza. O que resulta numa paudurência maior e mais firme.

E em pesquisa realizada pela empresa, parece que a parada funciona mesmo, pois entre os participantes que curtiram a camisinha, uma parcela grande de homens e mulheres achou que a dita cuja aumenta o tamanho do boneco, e uma outra parcela importante das mulheres (uma parcela de mulheres que experimentou e gostou, SEMPRE é importante) falou que a experiência sexual teve uma duração mais longa.

A camisinha em questão já foi aprovada pelos órgãos competentes da Europa e vai ser vendida pela Durex para todos os países da União Européia. Que beleza! Quem sabe um dia ela não vem pro Brasil. Seria uma boa.

Agora, só falta a camisinha vir com umas latas de cerveja e sintonizar a rádio do futebol. Aí sim o mundo seria prefeito.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Melancia grande

Desenterraram a melancia... não sei se sou alienado, mas eu não via nada dela há muito tempo e agora parece que ela será capa da Revista Sexy. Pois é, a revista que desenterra as esquecidas da Playboy e as ex-BBBs menos interessantes. Pois então... lá está a moça com sua raba fora do comum estampando a capa da revista. Vi algumas fotos num desses portais e todas as fotos têm a moça de quatro ou "sentando" numa piroca imaginária e segundo ela mesma, é o ensaio mais bonito e ousado, sem ser vulgar.

Enfim, tinha que ser vulgar para ser legal, a Melancia errou aí! Em todo caso, olhando as fotos, se não passaram a ferramenta do Photoshop na cidadã, ela me parece menos rolicinha do que nas outras revistas, tá mais magra, porém, continua grande. E bota grande nisso. Nego tem que ser ajumentado para dar um cutuco na cavala. Haja pau!

(...)

Por falar em "ficar de quatro":
O saci chegou para a saciza e falou:
- Bem bem, tire a calça e fique de três.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

A Banheira do Gugu

UUUIIIAAAA... ah os anos 90... Duvido que tenha alguém que não se lembre, mas na década de 90, as nossas tardes de domingo eram recheadas de disputas do IBOPE entre Gugu e Faustão. A briga não buscava conteúdo, buscava putaria, afinal, é disso que o povo gosta. Faustão apostava num grupo de dançarinas chamado "As Panteras", que se exibiam e dançavam de fio dental com cores de felinos, enquanto o Gugu apostava em provas da camiseta molhada, estouros de balões, mas principalmente na CLÁSSICA Banheira do Gugu.

No esquema "menino contra menina", os convidados homens tinham que pegar sabonetes na banheira, enquanto a expert no assunto, Luiza Ambiel, tentava impedi-los. Luiza era desprovida de peitos, mas tinha uma raba de respeito. E na batalha pelos sabonetes, sobravam poses pra lá de abusadas, com pernas abertas, rabos expostos, e muitos, muitos peitinhos aparecendo. Quando era a vez das convidas, um rapaz tentava impedi-las. Mas ninguém se importava, Gugu buscava sempre as mulheres que estavam em evidência na época, como Fabina Andrade, Sheilas do É O Tcham, Carla Perez, Danila Freitas, Nubia Oliveira (que depois virou Nubia Oliver), dançarinas de boca da garrafa , Hellen Ganzarolli e claro, a nossa musa, Nana Gouvêa.

Os domingos eram fantásticos: famílias se reuniam ao redor da TV para ver cus e bucetas expostas, sem pudor e sem vergonha. Netinho ao lado da vovó e tinha o pretexto de estar vendo simplesmente uma gincana em busca dos sabonetes perdidos. Depois de um tempo começaram vetar tudo, inclusive no embalo, Serginho Mallandro rodou com as provas das Mallandrinhas de fio dental montadas no touro mecânico... ah, quanta criatividade!

A verdade é que a TV ficou hipócrita. Já discutimos isso aqui no Carilha, mas a TV está cada vez mais hipócrita. Novelas têm putaria, Debora Secco de lingerie, putarias, carnavais recheados de musas semi nuas (ou nuas!) com jurados e Cleber Machado discutindo com Sandra Annenberg a vastidão do rabo de alguma rainha da bateria. Tudo isso pode, mas a Banheira do Gugu, não pode. E tinha tanto papo furado "Ah, mas que coisa mais idiota, sem cultura, sem fundamento". Na real. FODA-SE. Trabalhamos a semana toda, lemos, estudamos, nos estressamos... qual problema em querer ver mulheres se pegando semi nuas na banheira? Aliás, era bacana demais quando o Gugu - sem maldade nenhuma (aham!) - colocava mulheres para enfrentar a Luiza Ambiel na banheira.

Eu tenho um amigo que não atendia o celular na hora da Banheira do Gugu. Ele até avisava antes: "Man, se tu me ligar na hora, não vou atender".

"Umba umba umba ê!"

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Casa Bonita

Vira e mexe vejo umas propagandas desse programa do Multishow, chamado "Casa Bonita". Confesso que não sei qual é do programa, mas sei que tem uma caralhada de mulheres jovens, gostosas, de biquini, closes nas bundas com fio dental e provas que as deixam em posições provocantes. Parece que tá passando teaser do programa, que deve começar efetivamente no mês que vem. Sei lá, não me perguntem detalhes, vejam no canal do Multishow, nem ganhamos nada para falar deles mesmo.

Mas a verdade é que achei um site / blog do programa que tem um monte de fotos e mostra o que vem pela frente. Acessem o site e o programa, mas com uma mão no mouse e outra no teclado.

O site do blog da Casa Bonita é: http://multishow.globo.com/platb/casabonita/



segunda-feira, 13 de junho de 2011

Duas imagens valem mais do que 1000 palavras


Subliminar

Eu estava procurando uma matéria sobre algo que queria escrever aqui no Carilha!, quando me deparei com essa foto aqui.


Fêmeas de plantão, não se animem muito. Eles estão vendendo o sapato aqui e não a parada que ela tá sentada encima.

Seria um produto de sucesso nos sex shops do mundo todo.

domingo, 12 de junho de 2011

As capas da Brazil

Juro que nunca vi uma revista Brazil por dentro, confesso até que já fiquei curioso em saber o nível da brincadeira, mas nunca vi. Não deve ter o glamour da Playboy (que tá perdendo o glamour e virando revista de ex-BBB peladas) e não deve ser uma Sexy, uma Playboy com mais closes, com modelos renegadas ou esquecidas.

A verdade é que a revista Brazil deve ser dessas bem ginecológicas, com closes internos, caras, bocas e tudo mais. Aposto que não são maiores que a Playboy, mas numa coisa eles são melhores: esses filhos das putas sabem fazer a capa da revista! Gosto muito de bancas de jornais, sempre tô comprando revistas, livros e às vezes damos aquela olhada panorâmica na banca e parece que existe magnetismo: as capas da Brazil atraem os olhos como abelha no mel! Às vezes a capa é composta por um rabo imenso, tomando tudo, aberto, bem de putaria, mas não mostrando nada ao mesmo tempo. É uma bunda tão grande que me pergunto se usaram uma lente grande angular para arrumar uma rabeta tão cheia de polpa e curvas.

As modelos não são uma belezura, os artigos pelo jeito não são interessantes... mas as capas... aprenda, Playboy!



quarta-feira, 8 de junho de 2011

A morte de um bar amigo

Imagine você ter um lugar que é a sua segunda casa. Um lugar onde você sabe que vai ser bem tratado, onde sabem o seu nome, onde você come e bebe bem. Um lugar como esses não se encontra em qualquer esquina. Não é em qualquer boteco ou bar que você vai achar essas coisas. Somente no "seu" bar você acha isso. Só na sua segunda casa.

Agora imagine esse seu segundo lar deixar de existir do dia pra noite. Você chegar um dia na porta do seu bar e ver uma faixa, com os dizeres "PASSO O PONTO", pendurada em frente da porta de aço. Essa é uma dor que só quem perdeu o seu bar favorito sabe como é. Uma dor próxima a dor de perder um ente querido.

Seria como se você fosse o Homer e fechassem o Bar do Moe!


Você nunca mais vai ver aquele garçom camarada que no final do expediente, tirou o avental e sentou na mesa pra tomar uma gelada com você. Você nunca mais vai tomar aquele chorinho esperto. Seus amigos não vão saber aonde te encontrar se você não estiver em casa. Aquela porção de provolone à milanesa que só tinha naquele bar, não existe mais. Morreu, acabou, THE END!

Isso aconteceu esses dias. O Dez e Dez deixou dois orfãos aqui nesse blog. Eu e o Senador nunca mais vamos poder ter a certeza de tomar um caldinho de feijão no capricho quando o sino bater as 10h10 da noite. Um bar que teve tantas histórias, quase todas muito boas. Quase uma ova, TODAS muito boas. E hoje ele não existe mais.

E o mesmo está para acontecer com um bar/padaria que já foi um dos lugares mais sensatos para se tomar uma cerveja gringa. O Tortula, em Sampa, caminha à passos largos rumo ao desfiladeiro do esquecimento. As antigas prateleiras, repletas com mais de 200 rótulos de cerveja, já não existem mais. Os copos especiais, há muito deram espaço para coisa nenhuma. Parece que a padaria cansou de ser bar. Quer ser só mais uma padaria. Uma simples padaria. Uma pena.


O futuro falecido Tortula era assim. Hoje não é sombra disso.

Esses dois bares, que já foram o segundo lar de tantos Machos pra Carilha, se juntarão a lista de muitos outros bares que deixaram de existir, deixando bêbados órfãos e a procura de um novo bar em Santos ou onde quer que seja.

O Carilha fica de luto por esses bares e botecos, que nós tanto amamos e que nos amaram tanto.

Duas imagens valem mais do que 1000 palavras


terça-feira, 7 de junho de 2011

Prazo de validade de Nana Gouvêa venceu...

Sim, Nana Gouvêa, a moça exemplar, que não ligava para pagar peito, bunda ou buceta nas fotos, a moça das poses abusadas que inclusive ganhou 5o, 4o, 3o, 2o, e 1o lugar no nosso top mulheres danadas, teve seu prazo de validade vencido. Com 36 anos a moça apareceu esses dias na praia do Rio com muito mais curvas que o habitual, conforme foto abaixo:

Pois é amigos, a musa dos machos pra carilha está pendurando as chuteiras... faz parte. O que importa é o legado que ela deixou em revistas, fotos na internet e em calos na mão da molecada.

Duas imagens valem mais do que 1000 palavras



B-B-B-B-BÔNUS!

domingo, 5 de junho de 2011

Notícia Popular

Deu na UOL

"Voo do príncipe
(*nota do Carilha: HAHAHHAHAHA!!! Tá brincando...)

Luan Santana sobrevoa plateia preso por cordas durante show em SP"


Rapaz, AC/DC, Kiss, Metallica e U2 que se cuidem, pois efeito especial é só no show do Luan Santana. Mas é muita malandragem.

sábado, 4 de junho de 2011

Por que você deve comprar um barco?

Digamos que você deu a sorte grande e achou uma maleta de dinheiro, com um bilhetinho "é de quem achar" grudado encima dela. Você conta a bolada e lá tem nada mais, nada menos que 500 mil reais. Que beleza. É um belo dinheiro. É meio milhão de reais! Dá pra fazer a boa.

Se você é um cara prudente, você vai querer economizar esse dinheiro. Mas se você é daqueles que quer a esbórnia, a fanfarra, você vai querer gastar essa bufunfa de uma vez só. Você pode escolher. Gasta tudo em bebida (muita bebida) e morre em coma alcoólico. Ou você pode gastar tudo em putas também, seria divertido, mas a grana acabaria e as putas iriam embora. Você pode comprar uma Ferrari 458 Italia, último modelo, e ainda sobraria 50 mil, que você gastaria no primeiro IPVA dela. Ou você poderia comprar um iate.

"Um iate? Que coisa mais cafona!!!"

Cafona é o seu rabo! Com R$ 500 mil, você pode comprar um iate de uns 45 pés, que é um belo iate. Não é gigante, nem cabe helicóptero, mas é um belo iate. Ancora essa merda em algum canto, e mora dentro dele. Você nem precisa de casa. Em poucas semanas você acostuma com o balanço do mar. E tá de boa.

Você acorda na praia todo dia, o barulho das ondas e das gaivotas. Que maravilha. Que vida boa. A vida de marujo.

Ainda acha que é embarcar (literalmente) em uma furada?! Então se liga no que um iate pode te proporcionar e me diz se você não pensa o contrário.







Quero ver isso tudo de mulher caber dentro de uma Ferrari.