quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

As recheadinhas são mais loucas

Acho que todo homem um dia na mesa do bar já ouviu ou já afirmou isso: as gordinhas são as mais loucas. Não sei se é regra ou não, mas parece que isso rola com a maioria e se analisarmos bem tem um baita teor de preconceito essa afirmação. A idéia da teoria é simples: tu chega numa mina gostosa, leva ela pra pro abate e ela pode ser mediana pelo simples fato de ser gostosa. Ué, tu já tá passando a vara numa gostosa, vai querer exigir um desempenho fora de série? A afirmação vem nessa linha dizendo que já que as gordinhas não são lá tão assediadas, elas se esforçam pra cacete para terem uma atuação digna de Silvia Saint e garantirem a passagem de frango mais vezes.

Fiquei vendo o BBB 11 esses dias e reparei especialmente na Paulinha, uma moça de Roraima, se eu não me engano, gordinha, diferente dos tipos que a Globo coloca no programa do Bial pega no meu pau. E porra, a moça é deveras abusada, dá em cima de todos os caras - e das minas! - na brincadeira de beijar algum brother com os olhos vendados com doce de leite, todas as moças apelam mais pro lado sensual, a cidadã vai lá e monta no cara e tasca-lhe um beijo daquelas de comer a face do cara. Tu ve as moças negras com aquele porta malas típicos delas, de respeito, com biquini bacana e aparece a Paulinha com um fio dental tamanho P-P-P pra caralho! Imagine uma trianglinho (haha, diminutivo de triângulo) minúsculo, cravado numa bunda quadrada e branca. Pois é, tá aí e o menor biquini do BBB vai pra Paulinha.

Pode ser coincidência ou não, já vi muitos amigos meus afirmarem que é realmente verdade tal faCto. Se é ou não, não sei, duvido que seja regra, mas pode ser que a maioria vá nessa mão. O negócio é perguntar para a Geisy Arruda.


2 comentários:

Anônimo disse...

Essas ferias estão um PRE-RI-GO!

Hushuahua

bjs
amandita

Anônimo disse...

essa paulinha pelamor ne! eh o auge da falta de noçao! gorda pra mim que se manter no seu lugar e assumir a pança que tem... nada de desfilar com as bordas de catupiri caindo fora do biquini. cade a descencia do mundo, meu Deus?