terça-feira, 24 de agosto de 2010

8 preliminares que os homens deveriam fazer

Esses dias o Carudo (ele, ele mesmo que está em Londres!) me mandou um scrap indicando um post em um blog, deveras bom. Achei bacana postar aqui, porque a moça que escrever uma é uma "macha pra carilha". O blog chama-se AOE (Ato ou Efeito) e infelizmente morreu, não tem mais updates. Mas vale a pena ler o artigo abaixo. Ah sim, os créditos: AOE.

Introdução: A importância das preliminares

Preliminares não têm apenas importância no quesito de agradar a mulher. Na parte física, preliminar também é essencial: se a mulher não estiver lubrificada, a metelança vai dar atrito e possivelmente machucar vocês dois. É possível dar uma disfarçada e lubrificar com a saliva ou algum lubrificante, sim... mas o ideal é você deixar a mulher prontinha -no sentido mais úmido da palavra- pra você.

Algumas vezes vi um cara dizer: tenho preguiça de preliminar; e a minha resposta padrão é: e eu tenho pena da sua parceira. Preliminares, como vocês bem sabem, são essenciais numa transa, e eu nunca vi uma coisa ser tão essencial e tão gostosa ao mesmo tempo. Separei oito das preliminares padrões, mas existem muitas outras que podem ser usadas por aí.

As oito preliminares

1. Tirar a roupa dela

Como diria a Rachel Juraski, no post 39 coisas que as garotas pensam, que escrevemos juntas:
Item 14: O ritual de tirar as roupas é muito excitante.
(...)
Fazer sexo vestindo parte da roupa só é aceitável se for uma rapidinha no elevador ou dentro do carro.

Eu sei que às vezes o fogo é muito, e a vontade de enfiar aquilo na coisa e a coisa n'aquilo é muito grande, mas não custa nada arrancar as roupas uns dos outros. O mundo é mais feliz quando existem duas ou mais pessoas peladas se esfregando em um recinto. Eu não sei das outras meninas, mas eu só tiro a minha própria roupa se for numa ocasião de strip-tease. Senão, eu tiro a roupa dele, e só dele. Se ele quiser me ver nua, ele que tire a minha. De maneira fogosa e intensa, devagarzinho e sensualmente, rasgar a calcinha, arrancar os botões da blusa... vai do gosto do freguês. O que eu não quero é ter que ficar toda suada dentro da minha própria roupa porque você foi um inútil e não teve a capacidade nem de arrancar a minha blusa, #fikdik.

Além do mais, tirando a blusa da garota, dá pra realizar outra preliminar que eu GARANTO que tanto eu quanto você somos fãs. Portanto, nada mais justo que o item 2 seja...


2. Brincar com os seios

Vulgo: chupar peitinho, lamber mamilo, fazer "fom fom", morder no bico, enfim... se divertir à beça nessas duas protuberâncias macias que Deus inventou pra amamentar, mas que serve pra coisas muito mais divertidas que dar leite prum rebento chorão e faminto.

Os mamilos são áreas quase tão sensíveis quanto o clitóris. Várias meninas já me disseram que adoram ficar olhando enquanto tem um rapaz trabalhando oralmente em tal lugar estratégico. A gente gosta da sensação de sermos beijadas e lambidas ali, e eu tenho certeza que você NÃO VAI reclamar de ter que chupar um peitinho. É por isso que essa é uma preliminar praticamente obrigatória no rala-e-rola.

Além do mais, tal ato combina-se muito bem com OUTRA preliminar deliciosa:
Red diz:
Cara, tenho um tesão imenso por peitos. Não é nem só por eles serem... PEITOS. Ôrra, tão imensamente chupáveis, mas também pela sensação de domínio que dá quando a garota começa a gemer numa boa chupada.
Bel diz:
Seios são muito sensíveis. A masturbação, aliada a umas boas lambidas de mamilos, são essencias pra uma preliminar daquelas BEM dignas

Portanto, nada mais justo que o item 3 seja a...


3. Masturbação

Nós adoramos. Sozinha já é bom, mas receber do parceiro é melhor ainda. Coordenando isso ao item 2... Jesus, leve-nos direto ao paraíso. Como eu sempre digo, os dedos são ágeis. Deve ser por isso que sempre gostei de ficar com pianistas ou guitarristas. Quanto mais ágil, melhor.

Não tenha medo de explorar sua parceira, nada de ficar num vai-e-vem entediante só no comecinho da fenda preciosa. O clitóris é uma protuberância meio redondinha e saliente que você pode acariciar só com a pontinha de UM dedo que já estará fazendo um bom trabalho. Depois de trabalhar um tempo no clits, dá uma explorada mais no fundo da coisa que eu acredito que você encontrará uma garotinha muito feliz. E isso que ainda estamos no item 3.

Além do mais, lamber peitinho e masturbar a garota... hum, é claro que uma hora sua boca vai ter que descer pra provar o delicioso suco que você está conseguindo extrair dessa fruta madura. Portanto, nada mais justo que o item 4 seja o...


4. Sexo oral

Preciso falar? Preciso discursar? Não, né? Já falei bastante sobre a arte de cair de boca por aqui, mas não custa nada lembrar alguns itens básicos. Citando a mim mesma e as meninas que me ajudaram a escrever o post, eis aqui um resumão do texto linkado acima:

- Oral em mulher tem que ser feito com calma, muita calma.
- O clitóris é o pau da mulher.
- Sabe sua língua? Então, esfrega ela num ritmo mais ou menos regular no clitóris. Depois, intercala com chupadas e dedadas e PRONTO, ACABOU, NÃO TEM MÁGICA.
- Pra evitar errar a mira, o melhor que você faz é realizar movimentos amplos. Mas sempre se lembre de mirar no clitóris.
- Se você não sabe fazer oral e bater siririca ao mesmo tempo, aprenda com urgência, porque um oral bem feito tem que ter a língua e o dedinho juntos.
- Peguem os grandes lábios e abram como se fosse um chocolate da Lindt e procure com suas línguas os pequenos lábios e lá encontrarão bem escondidinho no meio deles o clits… lamba-o com todo carinho.
- Estou para conhecer alguma menina que não fique subindo pelas paredes e a ponto de gozar quando o oral se estende ao cu. É muito infalível. Fiquem brincando entre “lado A” e “lado B”, garanto satisfação.

Assim, no meio de tanta putaria e rala-e-rola, algumas coisas muito básicas acabam sendo negligenciadas. Mas eu digo coisas básicas MESMO, do tipo...


5. Beijar bastante

Mulheres são bichinhas. A gente também adora ser tratada como potrancas na hora do sexo, é claro... é meio que da natureza feminina ser submissa (apesar de algumas exceções, que têm tesão em ser dominatrix), mas adoramos ser as princesinhas, as fofas, as coisas mais belas do mundo. E é seu beijo que vai fazer a gente se sentir assim: queridas, adoradas e desejadas. Aqui, não tô falando só de beijo promíscuo, que parece querer sugar nossa alma. Tô falando dos beijos no pescoço, barriga, braços, enfim... nas peles que forem aparecendo conforme as roupas forem desaparecendo. É um uh la la generalizado e em versão extendida.


6. Morder

Nem só de beijo viverá o homem. Como eu já disse anteriormente, quanto te expliquei como ser bom de cama, mulheres são dicotômicas, antônimas, paradoxas e complicadas por natureza. Ao mesmo tempo que a gente curte um carinho, curte uma brutalidade. Ao mesmo tempo que adoramos quando vocês nos chamam de "minha linda", adoramos ser chamadas de "sua safada". Amor, tesão, carinho, intensidade e brutalidade andam bem juntos. E é aí que entra a mordida.

A mordida é da mesma categoria do tapa na bunda. Como já dizia Carlos Drummond:


Um tapinha não dói


Se você der um PUTA DE UM TAPA, como se nossa bunda fosse a cara de um corinthiano filho-duma-puta que chutou sua mãe, roubou sua carteira e ainda passou a mão na sua namorada, é lógico que a gente não vai curtir. Desse jeito, dói. Tapinha de tesão pode, tapa dolorido à lá Maria da Penha já é sacanagem.

O mesmo princípio é o da mordida. Nada de morder pra arrancar pedaço. Nós somos tão apetitosas quanto um pernil assado no bafo, mas NÃO PODEMOS ser destroçadas por uma mordida. Umas leves mordidinhas nos mamilos, no pescoço, na orelha, nas coxas... ai ai. Dá frissons só de pensar.


7. Apertar

Mais uma manifestação de tesão essencial para a vida saudável de um ser humano. Ficar só passando a mão de leve pelas minhas costinhas é a mesma coisa que verbalizar um "tô com sono". Quem tá empolgado dá mostras de tal.

Tá ligado aquelas bonequinhas que você aperta a barriga ou o braço e elas cantam uma musiquinha escrota, ou falam "Tô com fome, mamãe/ Você é a minha melhor amiga!/ Vamos passear?". Com mulher é a mesma coisa, com a diferença que você escuta gemidinhos e suspiros ao invés de frases idiotas ao apertar os lugares certos. Somos mais bonequinhas do que você pensa #caradesanta.


8. Puxar cabelo

Meu filho... se ela já tá nua, sendo lambida, apertada, masturbada, chupada e mordida; puxar o cabelo dela -pela nuca, de preferência- é o último estágio pra espremer todos os últimos gemidos dela antes de você começar a passar a vara. Eu GA-RAN-TO que se você fez, no mínimo, os atos que eu sugeri aqui, tua mina já vai estar subindo pelas paredes desde o item 3 ou 4.

Quando mais ela curtir, melhor pra você. Terá uma escrava sexual na hora que você bem entender e pra fazer o que você quiser, desde que não ultrapasse os limites da moça. É assim que mulher funciona: a gente até se faz de difícil no começo, mas depois que os caras conquistam o terreno com uma boa sessão nonstop de vuco-vuco, não tem nada que ele queira que a gente não faça. Assim são as mulheres: nasceram para servir aos seus homens, e para serem servidas por eles. Mas pra vocês terem o status de "nossos homens", têm que correr -e MUITO- atrás disso. Pelo menos, no final, vale à pena.

Epílogo


Eu não sei como não canso de falar de sexo com vocês. Deve ser porque me vêm muitos e-mails sobre namoros que esfriaram, noivados que estão indo ralo abaixo por causa de rotina, dúvidas sobre avançar sinais vermelhos que só existem na cabeça de vocês. A mulherada sempre reclama que, no começo, seus parceiros eram verdadeiras máquinas, insaciáveis e tarados por suas bundas. Depois, acomodaram e acostumaram-se a deitar de costas, com as mãos atrás da cabeça, só esperando que a gente faça o serviço.

Pequeno Padawan, aprenda uma coisa: homem, quando é apenas receptivo, não funciona. Passivas somos nós, vocês são os ativos. A gente quer alguém que nos pegue de jeito, que nos jogue na parede e chame de largatixa, que nos faça mulher de verdade. Se for pra ficar parado com o pau pra cima, eu compro um Sybian. Faz a mesma coisa que você, com a vantagem que nunca vai broxar.

Nós temos inúmeros vegetais, brinquedinhos, dildos, vibradores e até mesmo nossos dedos que metem só por meter. Objetos fálicos é o que não falta. Mas puxar o cabelo, nos dar um bom tapa na bunda, umas mordidas e nos chamar de gostosa, só um HOMEM DE VERDADE, mesmo. Caso você seja um dos raros casos que citei no começo do post, que têm preguiça de preliminares, lembrem-se de uma coisa: uma sex-shop tá cheia da mesma coisa que você tem e tanto se orgulha. E ainda tem uns maiores e que vibram. Prove-nos que você é melhor que um pedaço de silicone modelado, será divertido tanto pra vocês quanto pra gente.

E viva o sexo saudável e selvagem.

Melhor foto de preliminares que eu achei foi essa acima... e não reclamem!

4 comentários:

Silly Walker disse...

Caralho bicho!

Um manual desse, escrito por uma mulher, deveria entrar na cartilha da pré-escola!

Meu namoro tá foda porque ultimamente só tem como dar umas rapidinhas. Vou ver se tiro dinheiro sei-lá-de-onde e levo a mina prum motel, prá lembrar como é fazer sem pressa. E vou ler esse post de novo heheh

Soutodoloko disse...

Eu faço esse passo a passo toda santa vez. Mais de uma vez.

Lucas (Língua) disse...

hahahahahahaha...muito bom o texto...a mulé tem as manhas de escrever tb!!!hahahahhaa....du caraii!!!

becokaronte disse...

"Um manual desse, escrito por uma mulher, deveria entrar na cartilha da pré-escola!"

kkkkkkkkkkk concordo. mas foi bom aprender na pratica