quinta-feira, 15 de julho de 2010

Soutodoloko na Copa!

Ayoba! Ke nako!

Ow yeah! Voltei da Copa, filhotinhos. Não voltei com a taça e nem com a Jabulani na bagagem, mas voltei cheio de histórias e fotos para mostrar. Assisti todos os jogos do Brasil e visitei quase todas as sedes da Copa. Tentei aproveitar ao máximo do que a África do Sul tinha a oferecer.

África do Sul que me surpreendeu positivamente. O país é lindo demais, com belezas naturais que vão de montanhas antigas, vales profundos, planícies de savana e mares azuis. As principais cidades são modernas e com uma arquitetura bem legal. O povo então, nem se fala. Fui tratado com respeito maioria das vezes tanto por negros quanto por brancos. Mas o negro é muito mais hospitaleiro e sempre sorridente e solícito.


O único problema mais que evidente do país é a falta total de transporte público. Atrapalhava bastante ir de um ponto ao outro, mas como fui de motorhome, tudo ficou mais fácil. Motorhome esses que ganharam apelidos bem dignos. Um era o Amaral, pois estava amassado em um dos lados, e o outro era o Fernandão, que estreou dando sorte pra alguns companheiros de viagem na primeira balada. Ó Fernandão deixando o Amaral comendo poeira na estrada.


E nos dois motorhomes vimos de tudo. Vimos zebras, rinocerontes, hipopótamos, crocodilos, búfalos, baleias, pinguins, girafas, macacos, esquilos, gnus, gazelas, babuínos (quase atropelamos alguns), suricatos (quase atropelamos alguns), coelhos (quase atropelamos alguns), pássaros (atropelamos um) e elefantes (quase fomos atropelados por um).

Conheci vários estádios. Além dos jogos do Brasil, consegui ir ver México X França e a semifinal Uruguai X Holanda. E as torcidas são muito legais, pena que maioria no estádio era sul-africana e não entendia merda nenhuma do que tava rolando. Uma pena também era ter de ver o jogo sentado. Quem vai a estádios sabe que futebol em estádio se vê de pé. A regra é clara, se levanta pra cantar o hino e não se senta nunca mais. Mas lá a polícia pedia "educadamente" para você se sentar.

Mas apesar desse empecilho, assistir os jogos era legal. Tinha cerveja e cachorro quente. E tinha mulheres também, neném. Mulheres que gostam de futebol, é mole? Mesmo não entendendo tão bem assim da parada (mas isso nem é argumento, pois tem um monte de marmanjo que não manja merda nenhuma), elas estavam lá apoiando suas seleções. Ó uma listinha delas aqui embaixo.


Mas algumas dela estavam lá pra ver outra coisa além do jogo.


E essa foi a Copa. Agora é esperar quatro anos pra ver ela aqui no Brasil. Mas essa eu vou querer ver da TV, quem sabe com minha namora ou esposa, sei lá. Deixo essa pros outros se divertirem, mas a taça é nossa.

Um comentário:

Lucas disse...

du caraii!!!!!!a gente se ve nesses dias ae para trocar ideias!!!