quarta-feira, 12 de maio de 2010

Dica de cerveja!

Depois da Caracu com gema de ovo, por que não falar de duas cervejas pretas? Uma delas é a própria Caracu.

O que falar de uma cerveja que tinha o slogan assim: "Pra quem não come mel, mas mastiga abelha!". Tem coisa mais macho pra carilha que isso?

Eu confesso que nunca tinha bebido Caracu, até sábado, antes do Lucas beber ela com gema de ovo. Mas me parece uma cerveja agradável, com gosto de malte torrado e levemente adocicada. O gosto no final não é dos mais agradáveis, mas dá pra aguentar.

Mas ela é o cúmulo da machisse carilheza. Alias, ela chegou a patrocinar ele, o Touro Bandido, galã de novela e um dos touros mais difíceis de montar nos rodeios (hoje já deve ter virado churrasco). O slogan e o logo também são um exemplo disso. Pra quem segue essa filosofia, tem que experimentar.


A outra preta é a Xingú.

A Xingú todo mundo já conhece. Ela está presente em quase todo bar por aí. É uma boa preta da FEMSA, que foge da tradicional preferência brazuca pelas loirinhas geladas. Refrescante como as suas priminhas amarelinhas, ela se difere por ter um pouquinho do gostinho de malte torrado e caramelo.

Isso é bom, pois ela é um espelho de seu slogan, "saia do óbvio". E pra quem nunca tomou uma cerveja gringa ou gourmet, ela é um começo em marcha lenta pra introduzir você a novos sabores.

Gabaritada pra isso a Xingu já está, pois recentemente foi reconhecida internacionalmente como a melhor cerveja escura do mundo (eu discordo) pelo Baverage Institute Tasting of Chicago e por sua qualidade pelo International Taste & Quality Institute, na Bélgica. Não é mole, não!

Abaixo segue um dos filmes de uma campanha da Xingu que eu acho bem legal. Ah, o barman é aqui de Santos e fez faculdade com a minha irmã.


Beba com moderação. Ou não.

2 comentários:

Lesma disse...

acho que faz umas duas semanas que eu criei coragem pra comprar Caracu... Dia de Jogo do grêmio, eu pronto pra dar uma secada e talz, passei no mercadinho e peguei 8 long neck. Sentei no sofá e "wap", abri a primeira. achei beleza, bem diferente da nossa alemoa tradicional, mas na segunda já começou a dar um revertério no bucho... a terceira então começou a azucrinar ferozmente meu estômago... conclusão: é muito doce. Não é indicada pro cara que quer enxarcar a caveira, por que depois de algumas o cara enjoa.

Sr. Senador disse...

gosto das duas, mas em casa sempre tem uma caixinha de Xingu pra beber comendo uma carninha... é uma delícia sÓ!