segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Um quarto de século!

Hoje eu faço aniversário. São 25 anos completos de pura vida vivida.
Não é grandes coisa para quem já viveu bem mais que isso, mas pra mim que acabei de sair dos 24 anos, é um motivo de alegria incontestável. Chegar, e passar, pela emblemática idade dos 24 é foda. E fazer isso sem nunca ter dado o furico é motivo de comemoração.
Mas, brincadeira a parte, em 25 anos a gente já pode se considerar uma pessoa mais ou menos vivida e que já sabe mais das coisas do que algum tempo atrás.
Não sou mais um juvenil, que quer curtir ao máximo mas sempre acaba pisando na bola e deixando de aproveitar tudo pois foi afobado. Agora não.
Com 25 anos, a gente já sabe o que é bom. Gosta de coisas mais sofisticadas, fala coisas mais inteligentes e erra pouco. Bebe e come só coisa boa, seleciona melhor as gurias e frequenta bares melhores. Tudo isso sem perder a energia de tempos atrás e sem esquecer aquele velho boteco, da cerveja barata, do torresminho e das mulheres feias.
Em contra partida, a gente fica mais chato. Não tem mais paciência pra muita coisa, como doce da mulherada. Não perdemos tempo com conversa furada, com charminha. Quer fazer doce?Beleza, sua amiga não quer...ow yeah! A gente não perde saliva babando ovo.
E essas são as nossas vantagens contra a pivetada, contra os juvenis. Por saber o que é bom e ter a experiência de saber fazer bem feito, é que a gente larga na frente. As vezes pode nos faltar energia, mas quem acerta de primeira não precisa de energia pra ficar tentando e errando 100 vezes.
Por isso que eu digo, não estou ficando velho, estou ficando um macho pra carilha cada dia melhorado.

Um comentário:

Sr. Senador disse...

Pois é, esse lance de querer o melhor é fato... sempre os melhores bares, as melhores cervejas, as melhores comidas e as melhores gurias. Isso vira automático. A verdade é que qto mais velho, mas refinados ficamos... começamos a ter dinheiro pra fazer as coisas sem dor no coração... e tu escapou dos 24 ileso, agora dos 25 pra cima é só qualidade agregada. Parabéns!