terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Hora do barro: a hora sagrada

"Cumê, Cagá, Vivê, Fumá... São as leis da natureza e ninguém vai poder mudar". Certa vez os Raimundos disseram isso na música "Nega Jurema". E cagar é uma das boas leis da natureza. Não tem nada mais bacana do que pegar o caderno de esportes num domingo de manhã, coloca-lo debaixo do braço, ir até o banheiro e dar um belo dum cagote sem preocupação alguma: só lendo sobre a rodada, o vai e vem do mercado da bola ou os colunistas que muitas vezes escrevem o que você está fazendo no trono.

Cagar é um momento ímpar do dia, é você com você mesmo e seus pensamentos. Tem gente que gosta de ler, pensar, jogar joguinhos no celular... eu fico mandando SMSs para os amigos "Opa, tô mandando uma barreta nervosa" ou "Mermão, caguei um submarino!". Tem gente que só caga em casa... eu particularmente fico poucas horas do dia em casa, então tive que me adaptar a dando um barriolé em qualquer banheiro. Os banheiros da empresa que trabalho já são praticamente os banheiros da minha casa, pois corto o rabo do macaco muito mais vezes lá do que na minha própria casa.

E o barro é uma hora a ser respeitada, não tem coisa pior do que estar lá e alguém bater na porta, ou tocar o telefone. Vá pro inferno, é a hora boa do dia! E todo mundo já passou por apuros envolvendo o barro nosso de cada dia. Eu mesmo, uma vez, já tive que cagar num boteco deveras sujo e sem papel pois a vontade veio que veio quicando! Tive que fazer o serviço de limpeza com as meias... mas isso é história para outro dia.

Mas cagar vai de acordo com cada um, afinal, tem algumas situações que eu detesto cagar, como quando acabo de acordar (geralmente de ressaca depois de tomar algumas Brahmas na noite passada), depois do banho, quando a privada está molhada, ae fica escorregando, na casa da mulher ou quando rola a chamada ereção. Mas fora isso, o barro é a hora sagrada do dia que faz todo macho pra carilha se sentir bem e saudável.

Um comentário:

Soutodoloko disse...

Como diria a música: Cagar é bom quando a gente está em paaaaaazzzzz...