quarta-feira, 10 de junho de 2009

Os tempos mudaram nos games...

Vocês já viram como as mulheres dos games se vestem hoje em dia? Deixam qualquer puta com inveja! Roupas de vinil, coladas ao corpo, decotes, rasgos, fio dental... afinal, quando você vai lutar com um lutador de sumô, nada mais adequado do que usar um maiô de vinil com um puta fio dental enfiado no rabo.

E haja imaginação pra molecadinha que joga hoje em dia. Nem conheço todas as "musas" dos games, saí pescando umas na net. A primeira grande musa foi a Lara Croft, do Tomb Raider, com um shortinho pra lá de danado e uns peitões balangando a cada salto.

Depois dela acho que vieram uma cacetada de mulheres mais abusadas. Tem até uns jogos que têm cenas de putaria, como o polêmico GTA ou o God Of War, com direito a top less e tudo mais. Abaixo mais umas das musas da molecada. Olha os tipos, as roupas, as carinhas de peraltas. A molecada não sabe se joga ou se er... toca.


Na minha época, com Atari, Master System, Mega Drive, quem jogava tinha que ter uma imaginação de Julio Verne para ver aqueles quadrados e pixels e ter tesão. No Mônaco GP do Mega Drive aparecia uma loira com um maiô na abertura. E olhe lá. No Out Run tinha uma loirinha danadinha no banco do passageiro da Ferrari. Nos Street Fighters já tinha umas safadas, mas a qualidade era duvidosa.

No Atari, tinha o pornográfico "X-Man". Lembro que peguei emprestado de um amiguinho, quando estava na quarta-série. O jogo tinha como história um carinha que estava num labirinto e tinha que chegar até o quarto da sua "amada". O cidadão que já estava ereto (pelo menos era isso que significava aqueles pixels retos) e tinha que driblar tesouras, pinças ou dentaduras que cortariam o pau do cara fora. E se você conseguisse chegar ao quarto, aí o pau comia literalmente.

Uma mulher rosa ficava de quatro, ou no papai-mamãe, ou fazia o boquete, ou 69 e tu tinha que "masturbar" o joystick num movimento frenético para frente e para trás, para os dois gozarem numas mundanças psicodélicas de cores e ruídos pra lá de esquesitos. Bons tempos que a imaginação falava mais alto... mas os jogos eram uma bosta comparados aos de hoje em dia. Abaixo, a caixinha do "X-Man" (reparem no moleque todo pirilampo!) e uma tela do momento do péga.


Em todo caso, a tecnologia só veio para nos ajudar. Os jogos são muito mais bonitos e muito melhores... e a putaria e a safadeza cresce proporcionalmente à qualidade do crescimento da qualidade dos jogos.

Em todo caso, o Atari por mais danado que fosse com o jogo pornô X-Man, não nos proporcionava uma cena assim, como o Wii da Nintendo nos proporciona.

Um comentário:

Soutodoloko disse...

Inevitável não pensar besteira com esses vídeos das minas rebolando...inevitável.